sábado, 27 de maio de 2017

Projeto de R$ 3 milhões vai beneficiar pequenos produtores rurais no Tocantins


      O Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), coloca em prática o projeto Oportunidade. A ação vai beneficiar 800 pequenos produtores rurais, em todo Tocantins, que ganham até três salários mínimos, com aplicação de recursos de mais de R$ 3 milhões, provenientes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com contrapartida do governo estadual.
       A iniciativa tem como objetivo prestar assistência técnica aos pequenos agricultores com foco na gestão da propriedade e no desenvolvimento tecnológico. De acordo com o engenheiro agrônomo do Ruraltins, Edmilson Rodrigues, um dos coordenadores do projeto, a ideia é contribuir com o desenvolvimento econômico e social desses produtores, ofertando regularmente os serviços de assistência técnica e extensão rural. “Atuaremos prioritariamente nas cadeias do arroz, feijão, mandioca, mel, leite, bovinos de corte e leite, caprinos, ovinos, frutas, aves, grãos e outras que forem sugeridas pelos participantes, visando ampliar a renda dos produtores enquadrados nas classes D e E”, explicou.
Apresentação
     Segundo ainda o engenheiro, o projeto está na fase inicial, com reuniões envolvendo o corpo técnico do Ruraltins, de todas as regionais, para apresentação das atividades. Na sequência, serão realizados 92 Seminários para identificação e debate das cadeias produtivas, sendo um em cada município que tem escritório do Ruraltins, com a presença de representantes de organizações de produtores rurais, de entidades públicas, extensionistas e produtores.
       “Vamos mapear os produtores que trabalham nas cadeias produtivas, em seguida faremos visitas para mobilização do público selecionado com aplicação de questionários, no sentido de conhecer o modo de vida das famílias e verificar se as mesmas se enquadram na proposta do projeto. Além disso, realizaremos cursos de capacitação para técnicos e produtores, dias de campo e implantaremos unidades produtivas que servirão como ferramentas para uso dos extensionistas e produtores”, pontuou Edmilson Rodrigues, complementando ainda que o projeto envolverá 100 técnicos do órgão.
      Para atender o cronograma de execução, nessa terça-feira, 30, um grupo formado por 35 técnicos do Ruraltins, da regional de Porto Nacional, conheceu a proposta do Oportunidade, que vai abranger municípios das regiões de Araguaína, Bico do Papagaio, Dianópolis, Gurupi, Jalapão, Miracema, Porto Nacional e região de Rio Formoso, com prazo de execução de 18 meses. A reunião teve também a participação do representante do Mapa, Antônio Humberto Simão, chefe de Divisão do Desenvolvimento Agropecuário, que falou um pouco sobre as expectativas dessa parceria em prol da melhoria da assistência técnica no Tocantins.
        A supervisora regional, Isa Maria Neres, vê com muito otimismo esse trabalho que ora se inicia. “É um momento oportuno, onde os técnicos estão otimistas com as propostas elaboradas, pois vão trabalhar de forma mais segura, planejada, sabendo o que fazer, com recursos que surgem pra ajudar a assistência técnica. Com certeza haverá um crescimento do próprio órgão, da equipe e com bons resultados nos municípios. Acreditamos também que esses agricultores terão uma assistência melhor e de qualidade”, ressaltou.
       O projeto Oportunidade será apresentado ainda para os técnicos das regionais do Ruraltins de Taguatinga, Gurupi, Araguaína, Araguatins e Miracema, entre os dias 1 e 8 de junho.