sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Programa Tesouro Verde é apresentado a representantes do Tocantins

           O secretário de Estado da Fazenda, Paulo Antenor de Oliveira, recebeu na manhã desta terça-feira, 17, a coordenadora do programa Brasil Mata Viva, Maria Tereza Umbelino, e o servidor da Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás, Moacyr Salomão, para apresentação do programa Tesouro Verde, projeto-piloto da Secretaria da Fazenda de Goiás, que busca aliar a preservação ambiental ao desenvolvimento econômico, por meio da comercialização de créditos de florestas de matas nativas.

            O programa Tesouro Verde é uma possibilidade de atrair investimentos para o Tocantins, aliando uso responsável do meio ambiente, desenvolvimento sustentável e inclusão social, além de ser alternativa de recursos para financiar, inclusive, as dívidas do Estado, de acordo com o secretário Paulo Antenor. “A gente tem que sair além dos limites de fiscalizar, arrecadar e pagar contas. Temos que explorar outras formas de financiar nossas dívidas e buscar alternativas de recursos, como esse programa, que tem um viés de colocar, na mesma balança, a importância do meio ambiente e recursos para o tesouro, que voltam para o próprio cidadão”, disse o secretário.
      Na ocasião, Paulo Antenor ainda ressaltou que a Secretaria de Estado da Fazenda do Tocantins (Sefaz) deve empreender estudos mais aprofundados sobre o assunto e buscar a transversalidade entre as pastas afins, como a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins). “Temos que nos debruçar nas políticas em longo prazo, para não perder oportunidade de negócios, oportunidades de recursos”, finalizou.
            Prestigiaram o evento a subsecretária de Estado da Fazenda, Dilma Caldeira; o subsecretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fábio Lelis; o vice-presidente do Naturatins, Edson Cabral; o diretor do Núcleo Regional da Defensoria Pública em Palmas, defensor Leonardo Coelho, no ato representando o defensor-geral, Murilo da Costa Machado; e o diretor de Planejamento, Romildo Dias, representando o secretário de Estado do Planejamento e Orçamento, David Torres. Também estiveram presentes técnicos da Sefaz, da Semarh e do Naturatins.
Programa Brasil Mata Viva
           O programa Brasil Mata Viva nasceu da articulação de pessoas, comunidades rurais e instituições, na busca por soluções para proteção da natureza, de acordo com a exigência legal. O programa tem metodologia reconhecida internacionalmente pela BMV Standart, padrão de caracterização de créditos, que preconiza a Geração de Unidades de Créditos de Sustentabilidade, a partir da medição de indicadores ambientais, sociais e econômicos em regiões de Florestas resultantes da medição de estoques de carbono.
Tesouro Verde
        O programa-piloto, implantado no Estado de Goiás, alia o desenvolvimento econômico à preservação ambiental, criando condições para que sejam disponibilizados, no mercado para comercialização, os créditos de florestas, considerados ativos de natureza intangível originários da atividade de conservação e ampliação de florestas nativas, tanto públicas quanto privadas. Com isso, objetiva-se estimular a expansão da base econômica, em consonância com a dinâmica da economia verde.
     Para saber mais informação sobre a plataforma Tesouro Verde, basta acessar a página www.plataformatesouroverde.com.br .