segunda-feira, 25 de junho de 2018

MDIC é o primeiro órgão do Poder Executivo Federal a aderir à Rede Brasil do Pacto Global da ONU

Adesão foi formalizada hoje em solenidade realizada em Brasília

                 O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), assinou hoje a adesão do MDIC à Rede Brasil do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), tornando-se o primeiro órgão do Poder Executivo Federal signatário da iniciativa. A solenidade foi realizada no MDIC em Brasília, com a presença do secretário-executivo do Comitê Brasileiro do Pacto Global (CBPG), Carlo Pereira; da vice-presidente do CBPG, Cristiana Brito; da gerente de Parcerias do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil (PNUD) e da representante residente do PNUD no Brasil, Maristela Baioni.
          O Pacto Global, criado por iniciativa da ONU em 2000, é a maior iniciativa na área de sustentabilidade corporativa do mundo, com mais de 12 mil participantes e envolvendo quase 170 países, e desempenha função essencial de catalizador para desenvolvimento dos países e das suas sociedades.  Fundada em 2003, a Rede Brasil do Pacto Global da ONU é a terceira maior rede local, com mais de 700 signatários.
“A adesão do Executivo Federal a essa iniciativa é relevante porque, além de confirmar o compromisso do Estado brasileiro com os valores que o pacto defende de promoção dos direitos humanos, da proteção do meio ambiente e do combate à corrupção, essenciais para o crescimento sadio da economia brasileira, cria a oportunidade de maior interlocução com a sociedade, permitindo o aprendizado das melhores práticas e sua consideração na elaboração de políticas públicas que darão alcance nacional às melhores iniciativas”, disse o Ministro Marcos Jorge de Lima.
              De acordo com o ministro, a sustentabilidade é um tema da maior relevância na agenda global e de grande preocupação para o MDIC e para o setor industrial brasileiro, pelo seu impacto direto na competitividade.
             Para o secretário-executivo do Comitê Brasileiro do Pacto Global (CBPG), Carlo Pereira, adesão do MDIC é mais do que natural, já que o foco do pacto são empresas, e o MDIC trabalha diretamente com a indústria, as empresas e o comércio. Ele também destacou o fato do MDIC já ter um plano de trabalho para as ações que serão realizadas.
          Segundo o ministro Marcos Jorge, a adesão ao Pacto Global reforça o trabalho que o MDIC realiza para a melhoria da competitividade da indústria brasileira, do comércio exterior e dos serviços. O órgão tem atuado, também, na busca crescente da eficiência energética, da eficiência hídrica, e na logística reversa, num conceito de economia circular que reduz seu impacto na natureza sem comprometer o crescimento e o bem-estar da sociedade