terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Potencial energético do Tocantins é apresentado a investidores

         As políticas públicas de incentivo à produção de energia fotovoltaica do Tocantins continuam atraindo investidores para o Estado. Nesta quinta-feira, 7, o secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Leonardo Cintra, recebeu, em seu gabinete, os empresários Miguel Segundo e Juarez Guimarães, da RESS Participações e Investimentos, empresa paranaense que atua no setor de energias renováveis.



         A RESS trabalha, no momento, na obra de uma Central Geradora Hidrelétrica (CGH), uma usina hidrelétrica de pequeno porte, em Ponte Alta do Bom Jesus, e seus representantes estiveram reunidos com o secretário para conhecer o que o Estado tem feito na área energética em termos de incentivos e projetos.

      Leonardo Cintra apresentou, aos investidores, os incentivos oferecidos pelo Governo do Tocantins para que indústrias do setor se instalem no Estado, possibilitando a criação de vagas de trabalho e aquecendo a economia. Atualmente, o Tocantins conta com a Política Estadual de Incentivo à Geração e ao Uso da Energia Solar (Pró-Solar), que tem como finalidade aproveitar o potencial tocantinense e racionalizar o consumo de energia elétrica, e o Atlas Solarimétrico, um mapeamento detalhado na área de energia solar em todo o território estadual.

         O empresário, Miguel Segundo, elogiou o Atlas Solarimétrico, apresentado pelo secretário. “É muito importante para a tomada de decisão dos investidores ter acesso a dados técnicos tão precisos, que permitem que tenhamos noção das viabilidades para produção de energias renováveis”, pontuou.
 
          Leonardo destacou a importância do Atlas para a atração dos investimentos. “O Tocantins é o 6º estado do Brasil e o 1º da região Norte a realizar este mapeamento completo da irradiação solar. Com essas informações, estamos mostrando, aos investidores, o potencial energético do Estado”, explicou. O titular da Semarh ressaltou ainda a quantidade de representantes da indústria que têm mostrado interesse em investir no Tocantins. “Estamos recebendo uma quantidade significativa de pessoas interessadas em investir nesta área no Estado e isso se deve certamente às políticas de incentivo do Governo Estadual”, afirmou.