IPTU 2017 O VALOR RECOLHIDO É REVERTIDO EM OBRAS POR TODA CIDADE !!! ACESSE E CONFIRA MAIS INFORMAÇÕES

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Tocantins irá produzir alimentos para países árabes, Porto Nacional se destaca pela ZEN

      A  ZEN - Zona Especial de Negócios de Exportação, sediada em Porto Nacional, no distrito Luzimangues, é o maior complexo industrial da América Latina, com 11 milhões de metros quadrados.

         Num segundo encontro com o Grupo Parlamentar Brasil-Países Árabes, neste dia 17, no Palácio Araguaia, onde estavam presentes o Governador Marcelo Miranda, o deputado federal César Halum, que preside o GPBPA -, representantes e empresários interessados na exportação de produtos produzidos no Estado para países do mundo árabe, o prefeito de Porto Nacional, Joaquim Maia deixou claro que o município está pronto para receber as indústrias na Zona Especial de Negócios – ZEN, localizada em Luzimangues.
        Transformar o Tocantins em um modelo de produção de alimentos voltado para a exportação aos países árabes, bem como ser expandido para o mundo. Esse é o propósito do Governador Marcelo Miranda. O primeiro encontro aconteceu no início de junho deste ano, quando o Governador assinou Protocolo de Intenções que incentiva a produção de alimentos voltados para os países árabes. De lá pra cá, muito já se avançou. “Hoje, o assunto avançou com a presença do supervisor da Capital Of Islamic Economy, Khalid Al Janahi,  que sugeriu a criação de um Fundo Islâmico no Brasil para custear a execução dos projetos a serem executados no Estado”, adiantou o governador. Receptivo à proposta, Marcelo Miranda determinou celeridade aos trâmites necessários.
     “Atualmente, a economia islâmica está entre as principais do mundo. Atinge cerca de U$ 2.8 trilhões, com previsão de alcançar U$ 3.6 trilhões em 2018, sendo responsável pela movimentação de 18% do dólar no mundo”, exemplificou Khalid Al Janahi, ao defender a criação do Fundo Islâmico no Brasil, para custear a execução dos projetos que serão desenvolvidos no Estado. O Fundo será mantido por países islâmicos. Na opinião dele, o Tocantins deverá ser modelo a ser difundido no Brasil e em outros países, especialmente da América Latina.
Porto Nacional
      O município de Porto Nacional se destaca no projeto por vários motivos, dentre eles a localização geográfica, terras férteis e a excelente logística de distribuição, com a ferrovia Norte-Sul. “Temos em Luzimangues o maior loteamento industrial do Estado que forma a Zona Especial de Negócios – ZEN, e daremos suporte a todos que queiram ali se instalar para a industrialização dos alimentos.” Declarou o prefeito Joaquim Maia.

Certificado Halal
     Toda exportação brasileira para qualquer país islâmico tem que ter o Certificado Halal. É um processo pelo qual uma agência controlada pelo governo e/ou uma organização islâmica reconhecida, certifica a aptidão das indústrias em praticar os procedimentos Halal na produção, na armazenagem e na comercialização de produtos destinados aos consumidores muçulmanos.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Programa especial para recuperação tributária (Federal) encerra adesão no dia 31 de agosto

       A Receita Federal está oferecendo desde o início de julho a adesão ao Programa Especial de Recuperação Tributária da Receita Federal (PERT) que permite aos contribuintes uma oportunidade de regularizar seus débitos tributários por meio do parcelamentos e redução de juros e multas. Para aderir o interessado deve acessar o site da receita federal e realizar seu cadastro. O período para adesão se encerra no próximo dia 31.

      Segundo a Receita Federal, o PERT trata de uma excelente oportunidade de regularização de débitos tributários já que as condições são extremamente favoráveis, permitindo o parcelamento de débitos (constituídos ou não) vencidos até dia 30/04/2017, ou provenientes de lançamento de ofício efetuados após 31/05/2017, em até 120 parcelas. Dependendo do número de parcelas, está prevista uma redução de até 90% dos juros de mora e 50% das multas.
Para saber mais sobre o PERT, clique aqui.

Vendas no varejo terminam o primeiro semestre com dados positivos, mas recuperação do consumo ainda é lenta

Para SPC Brasil, será necessário observar a atividade do comércio ao longo do segundo semestre para ver a tendência de melhora consolidada

       Dados divulgados nesta terça-feira (15/08) pelo IBGE mostram que as vendas no varejo Diante desses dados, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) avaliao o resultado de uma forma positiva, uma vez que as vendas no varejo parecem ter saído do de um cenário muito desfavorável, mas com ressalvas.
    “Ainda assim, os dados não mostram uma recuperação total do consumo. Será necessário observar a atividade do comércio ao longo do segundo semestre do ano para ver se a tendência se consolida e para entender o comportamento do consumo, uma vez que o efeito da liberação do FGTS tenha se dissipado”, afirma o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.
Alta de 3,0% na variação anual
      Na comparação com junho do ano passado, as vendas no varejo mostraram alta: 3,0% no varejo restrito e 4,4% no varejo ampliado. As maiores contribuições de alta no varejo restrito vieram de móveis e eletrodomésticos, artigos de uso pessoal e vestuário.

     Ainda que a melhora tenha sido mostrada na margem, os dados acumulados se mantêm no campo negativo: as vendas no varejo recuaram 3,0% no acumulado em 12 meses.

Fonte: CNDL

Tocantins fica entre os 14 estados que mais empregaram no primeiro semestre de 2017

         O saldo entre admissões e demissões no Tocantins nos primeiros seis meses do ano superou o resultado do mesmo período de 2015, quando ficou em 1.516 vagas. Em 2017, o número registrado é de 1.998 vagas, colocando o estado entre os 14 das unidades federativas que registraram criação líquida de postos de trabalho.

         Os dados foram divulgados pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC, com base em números do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego – Caged. “Isso mostra que há uma reação por parte das empresas, indústrias e demais geradoras de emprego, aumentando as contratações e superando os resultados negativos obtidos no ano passado”, comentou o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni.
      No cenário nacional, o saldo ficou positivo com 67.358 vagas. Isso significa que as admissões superaram as demissões e, pela primeira vez desde 2014, houve avanço na ocupação formal durante o primeiro semestre do ano no Brasil.
        Entre os segmentos econômicos que mais geraram emprego, destacam-se o comércio atacadista, comércio e administração imobiliária, ensino, agricultura, silvicultura, criação de animais e extrativismo vegetal, e a indústria de materiais elétricos e de comunicações; de borracha, fumo, couros, peles e similares; produtos farmacêuticos, veterinários e de perfumaria; têxtil e de utilidade pública.
     Os jovens de até 24 anos foram os mais empregados no primeiro semestre, assim como os candidatos com mais qualificação. Entre as vagas mais ofertadas no período, estão: alimentador de linha de produção, trabalhador na agricultura, auxiliar de escritório, faxineiro, recepcionista, entre outros.

Turismo na área do Brasil Central ganha apoio de federações do comércio

         A Fecomércio Tocantins e as federações do comércio de bens, serviços e turismo da região centro-oeste assinaram um termo de cooperação técnica com o objetivo de fortalecer o turismo na área do Brasil Central. A assinatura aconteceu no dia 9 de agosto, em Rio Quente (GO).

         Para o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni, “assinamos esse acordo com a intenção de fortalecer o turismo na região, vez que possuímos belezas naturais e pontos turísticos semelhantes. Contamos com o apoio das entidades parceiras ligadas ao trade turístico a fim de, juntos, modernizarmos e melhorarmos a estrutura de nossos espaços”, comentou o presidente. Pisoni reforçou, ainda, que o turismo gera muitos empregos e fomenta a economia.


      O coordenador técnico do Conselho Empresarial de Turismo da Fecomércio Tocantins, Antonio Malan, concorda com o posicionamento do presidente e acrescenta que “essa união de forças visa trabalharmos em prol do desenvolvimento turístico regional”.
Termo de cooperação
       O documento assinado pelas federações do Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal acorda o apoio à diversificação da oferta de roteiros integrados do Brasil Central, a geração de oportunidade de novos negócios entre os estados da região; a intensificação do relacionamento com o trade turístico; a promoção e o apoio à comercialização dos roteiros integrados do Brasil Central; a otimização da exposição da região para torná-la mais conhecida nacional e internacionalmente; a apresentação dos estados do centro do Brasil de forma integrada; a qualificação da mão de obra do setor de turismo da região e fortalecimento da produção associada ao turismo (gastronomia, artesanato, etc.).

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Porto Nacional obtém o 29º melhor indicador de gestão fiscal do País

O município de Porto Nacional é o 29º município no País no ranking de indicadores de gestão fiscal em 2017,baseado na referência de 2016, segundo a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). O município, por consequência, é o líder do ranking estadual com indicador 0,7695, conceito B (boa gestão). 

          levantamento foi divulgado ontem. O levantamento usa o Índice Firjan de Gestão Fiscal (http://www.firjan.com.br/ifgf/)(IFGF), ferramenta de controle social que tem como objetivo estimular a responsabilidade administrativa, em busca de maior aprimoramento da gestão fiscal dos municípios, assim como o aperfeiçoamento das decisões dos gestores públicos quanto à alocação dos recursos.
         O relatório da Firjan mostra que o Tocantins foi o estado da região Norte com maior número de municípios com boa gestão fiscal. Ao todo, 17 municípios do Tocantins alcançaram conceito B (entre 0,6 e 0,8 ponto). Nenhum município alcançou indicador excelente (conceito A para indicador superior a 0,8). Palmas alcançou 0,5746 o que a deixou no 23º lugar no ranking estadual e 876º no nacional. O índice da Capital  é de conceito C (gestão com dificuldade), segundo a Firjan. A média do índice entre os municípios do Tocantins foi 0,5039. O indicador mais baixo foi de 0,2915 obtido por Ananás.
       Primeira colocada no IFGF foi a cidade de Gavião Peixoto (SP) que conseguiu se destacar, segundo o levantamento, com uma boa capacidade de geração de receita própria. O município, assim como os demais do topo do ranking, conseguiu se diferenciar dos últimos colocados principalmente em relação à liquidez, investimentos e gastos com pessoal. Já as capitais tiveram nota média superior à nacional, estando 25 delas entre as 500 mais bem colocadas no índice.  O Índice FIRJAN de Gestão Fiscal, criado em 2006, faz um diagnóstico de como os municípios administram os recursos públicos, estimulando uma cultura de responsabilidade fiscal. 
       Para isso, o IFGF analisa cinco variáveis: receita própria, gastos com pessoal, investimentos, liquidez e custo da dívida. O índice é construído a partir dos resultados fiscais das próprias prefeituras, ou seja: informações de declaração obrigatória e disponibilizadas anualmente pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Fenepalmas 2017 aposta no empreendedorismo feminino e no mercado que minimiza os efeitos da crise

Na estrutura da feira, estão reservados os espaços para a realização da feira Tocantins Beauty Hair e Festival Sonho das Noivas.


       No Tocantins, são 80 mil pequenos negócios, segundo dados do Sebrae Tocantins. Em Palmas, são 15 mil micro empreendedores individuais.

        As mulheres brasileiras representam a maioria da população e da classe trabalhadora. Um levantamento realizado no Brasil aponta que mais de 50% das mulheres consideram que as empresas em que trabalham não oferecem meios para ampliar a promoção feminina a cargos de gestão.

        Cerca de 51% empreendimentos com menos de um ano são comandados por mulheres no Tocantins. Em negócios com mais de um ano, esse percentual cai para 49%. Ainda, assim, elas engrossam as estáticas no mundo feminino no empreendedorismo.

        De olho nesse cenário, a 22ª edição da Fenepalmas, abre as portas para elas. Na estrutura da feira, estão reservados os espaços para a realização da feira Tocantins Beauty Hair e Festival Sonho das Noivas, que acontecem entre os dias 22 a 26 de agosto no centro de convenções Parque do Povo.

        A feira destinada para empresárias do ramo da beleza e cosméticos, terá demonstração de produtos lançados no mercado e cursos. No total serão 35 estandes, com profissionais do Tocantins e de outros Estados. Uma das atrações é a palestra como “Empreender em Casa”, que será ministrada por profissionais do segmento da beleza.

        “O Brasil é um dos maiores consumidores de cosméticos no mundo, e sempre devemos estar antenados com as novidades do mercado. Na feira, a nossa expectativa é trazer o que há de mais moderno no segmento no que se refere a produtos”, destaca a presidente do sindicato dos profissionais da beleza do Tocantins e coordenadora da Tocantins Beauty Hair, Leila Soares.

         Os homens estão cada vez mais vaidosos e isso tem refletido no comércio. Tanto que na feira haverá novidades para o público masculino com cursos e produtos exclusivos, como uma pomada matte para barba.

Barber Girl

         A relação entre o barbeiro e a navalha precisa está bem afiada. Muitos anos se passaram e a profissão continua. E elas estão em postos, antes , ocupados por homens. Vanessa Rodrigues, 24 anos, é barbeira, ou melhor, Barber Girl.

        Ela conta que desde a adolescência aprendeu com a mãe, que trabalha com o segmento da beleza, a gostar da área. Hoje ela trabalha em uma barbeira masculina, onde ela é a única mulher.

      “Estou há cerca de 13 anos no segmento, trabalho atualmente na Barbeira Toledo. Eu me sinto muito bem, apesar de no começo e até hoje existir algumas rejeições por eu ser mulher, mas com muita dedicação fui conquistando meu espaço na área masculina”, destaca.

        Vanessa faz cortes de cabelo, barba, coloração, design de sobrancelhas e selagem. Ela é a prova que mulher pode ser desempenhar qualquer papel, basta ter força de vontade e dedicação.


Festival Sonho das Noivas

         A feira irá reunir os principais fornecedores de Palmas na área de festas e eventos. Os expositores pretendem trazem diversas novidades para quem está planejando uma festa. Grande parte deles está com desconto ou brindes exclusivos para quem fechar o contrato na feira.

         Entre as empresas do segmento, terá opções de todas as áreas para montar o seu evento. Aluguel de trajes, alianças, buffets, carros, fotografia e filmagem, DJ, decoração, salão de beleza, lembrancinhas, assessoria, bandas, doces fino entre outros.

         O grande dia tem que ser especial. E foi pensando nas mulheres, que Aloiso Gregório e a filha, montaram em Palmas uma agência de aluguel de carros de luxo para o transporte de noivas.

        Os modelos clássicos vão desde cadillac a limousines, para aquelas noivas que sonham com chegada triunfal. A empresa da capital, atende interessadas de todo o Tocantins.

       “Vamos expor pela segunda vez na Fenepalmas, porque, a feira é uma vitrine para o nosso serviço. Estamos planejando diversas novidades para feira, entre elas, promoções”, adianta Aloiso Gregório.

Fonte: ACIPA / Com informações da Agência Metrópole Comunica