728x90 AdSpace

Day News
sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Porto Nacional reduz em 17% os casos de Covid-19 entre os meses de julho e agosto

O cenário epidemiológico mostra claramente uma redução expressiva, de 17, 71%, nos casos da Covid-19 em todo o território municipal. Entre as cinco maiores cidades do Estado, a única que teve redução nos casos da doença foi Porto Nacional. Planilhas com o número de casos, feitas e analisadas, por técnicos da Vigilância Epidemiológica e, também, por especialistas em epidemiologia, do ITPAC Porto, demonstram os resultados. Em julho, o Município registrou 864 casos confirmados e em agosto, 711. Os dados foram comparados com os das cidades de Araguaína, Palmas, Gurupi, Colinas e Paraíso. Nesses meses, os referidos municípios registraram, respectivamente, aumento de 63,96%, 95,27%, 88,85%, 640,59% e 137,33%.


Um fator considerável para as análises foi a população exposta – como vivem, os hábitos culturais e outras posturas – que contribuem para a disseminação do vírus.

O coeficiente de prevalência foi utilizado para confirmar o coeficiente de variação. Conforme dados do IBGE de 2010 e 2020 (estimado), respectivamente, a população de Porto Nacional era de 49.146 e, hoje, de 53,316. Notando os números populacionais, a prevalência da doença no Município é significativamente menor, em relação às três maiores cidades do Tocantins: Palmas, Araguaína e Gurupi.

A prevalência é mensurada, através da população que já teve a doença. A dominância da Covid-19 em Porto Nacional, conforme análise de prevalência foi de 295,41 casos, valores para grupos de 10 mil indivíduos.

Ainda de acordo com dados de IBGE de 2010, Araguaína tinha 150.484 habitantes; Palmas, 228.332; Gurupi, 76.7755; Colinas, 30.838 e Paraíso com 44.417. No censo estimado do Instituto, de 2020, essas mesmas cidades tiveram variação populacional, ficando Araguaína com 183.381 habitantes; Palmas com 306.296; Gurupi, 87.545; Colinas, 35.851 e Paraíso com 51.891.

A saber

Incidência (taxa de manifestação de uma determinada doença) e Prevalência (número de casos de uma doença em uma população, durante um período específico de tempo).

Intervenções de enfrentamento e prevenção

O município de Porto Nacional, desde a chegada do novo Coronavírus na cidade e nos Distritos de Luzimangues, Escola Brasil e Nova Pinheirópolis, está atento a todas as informações pertinentes à doença Covid-19 – disseminação/contágio, tratamento e recuperação.

Um ‘Colegiado da Prefeitura’ composto por técnicos de todas as áreas da gestão, inclusive da saúde, se reúne frequentemente para a apresentação de novas posturas e decisões, às quais, posteriormente, são socializadas com o Comitê de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE), criado para dar andamento a tudo que foi deliberado.

Assim, a Prefeitura publicou 16 Decretos Municipais com inúmeras restrições que alcançaram a população, bem como, o comércio de todo o território municipal. Estes, atendidos pelas comunidades, são um dos responsáveis pela queda na contaminação.


A Vigilância Epidemiológica, que cuida do controle das doenças e agravos de interesse nacional e internacional, foi equipada e altamente capacitada para o monitoramento diário de todos os casos suspeitos e confirmados da doença. Este setor, um dos mais importantes da saúde municipal, segue acompanhando todas as pessoas que estão ou tiveram a Covid-19.

É a Vigilância Epidemiológica que norteia os trabalhos dos profissionais, e foi a responsável por montar o ‘Plano de Contingência’ para todos os serviços de assistência à saúde.

Outras iniciativas importantíssimas, como a criação da Unidade Municipal de Referência à Covid-19 (a única com sede própria em todo o Tocantins); barreiras sanitárias em todas as saídas da cidade; distribuição de máscaras e álcool gel para comunidades em situação de vulnerabilidade social; instalação de cabines de desinfecção em locais estratégicos da cidade; capacitação dos profissionais da saúde (UBSs e UPA), com profissionais médicos de São Paulo; e a reestruturação das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), para receber os pacientes suspeitos de Covid-19.

A Prefeitura de Porto Nacional comprou Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todos os profissionais da saúde, e recebeu doações de álcool gel e líquido 70%, máscaras e Face Shields (protetores de plástico transparentes para o rosto), de empresas sensíveis à pandemia.

Desinfecção das principais ruas e avenidas da cidade, onde há maior circulação de pessoas, no período noturno. Antes, os moradores eram avisados da ação (através de um carro de som), para se recolherem em suas casas. Um trator, com um pulverizador acoplado, espalhava solução desinfectante capaz de eliminar microrganismos, vírus e bactérias.

Além destas, muitas foram as iniciativas tomadas pela Prefeitura de Porto Nacional, através da Secretaria Municipal da Saúde, para proteger a população.

Dados Unidade Municipal de Referência à Covid-19

A Unidade apresentou um relatório com o quantitativo geral de atendimentos: altas por cura, testes rápidos, testes de Swab e kits de medicamentos para a Covid-19, nos meses de julho e agosto, respectivamente.

Conforme o documento, em julho, a Unidade realizou 755 atendimentos gerais; fez 51 testes de Swab; 80 testes do escarro; houve 110 altas de pacientes em observação; 600 testes rápidos e entregues 210 kits Covid.

Já em agosto, a Unidade realizou 552 atendimentos; fez 194 testes de Swab; nenhum teste do escarro; 292 pessoas receberam alta da observação; foram feitos 800 testes rápidos e entregues 196 kits Covid.

Dados da UPA 24h

A Unidade de Pronto Atendimento 24 horas de Porto Nacional, em julho, atendeu 42 pacientes com Covid-19, os quais ficaram na observação. Em agosto foram 30 pacientes, também em observação. Todos medicados, orientados e, posteriormente, liberados.


A Unidade não recebeu nenhum caso grave, portanto, a sala de emergência não foi utilizada para entubar os estabilizar pacientes em um grau mais complexo da doença. 

Fiscalizações

De acordo com a equipe multisetorial, responsável por empreender as fiscalizações para averiguação do cumprimento das determinações de proteção à saúde pública, desde o início da pandemia no Município, os profissionais registraram 1.379 notificações; 104 autuações; 16 interdições em bares, restaurantes e distribuidoras de bebidas; receberam 814 denúncias através do telefone (63) 9 9254-9792; e fizeram 6.390 vistorias com orientações no comércio local e nos distritos.

O município portuense segue conscientizando a população sobre o contágio do novo Coronavírus e protegendo-a, fazendo cumprir as determinações importantes e imprescindíveis para evitar a continuação das infecções.

Fonte: Secretaria Municipal da Comunicação
  • Comentários do Blogger
  • Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Porto Nacional reduz em 17% os casos de Covid-19 entre os meses de julho e agosto Rating: 5 Reviewed By: porto rápido